Ads Top

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares | Resenha


Histórias fora do comum, sempre nos despertam novas sensações. Personagens diferentes, enredos únicos. O Orfanato da srta. Peregrine para Crianças Peculiares é um exemplo perfeito de uma História Peculiar. Escrito pelo Ransom Riggs e publicado pela Editora Intrínseca, o livro é uma ótima pedida pra quem quer sair do lugar comum dos livros de fantasia.

Jake desde pequeno ouvia seu avô contar histórias fantásticas sobre o orfanato onde viveu durante a guerra, um lugar onde as crianças possuíam habilidades especiais e que era gerido pela misteriosa Alma Peregrine. O garoto cresceu acreditando nas histórias e o avô tinha uma caixa de bizarras fotografias mostrando as crianças do orfanato. Conforme foi crescendo, Jake parou de acreditar no avô e a enxergá-lo como maluco, fato que aparentemente se confirmou quando foi descoberta a demência. Após receber uma ligação desesperada do avô, o menino vai até a casa dele e chegando lá o encontra na mata atrás da casa, ferido a beira da morte. Em seus últimos suspiros, o idoso diz que o adolescente deve procurar a ilha e o orfanato. Jacob vê uma criatura no meio da mata e o avô falece em seus braços.

Traumatizado o garoto se consulta com um psicólogo que encoraja a família a levá-lo para a tal ilha para que ele veja que nada mais é além de uma experiência ruim que pode ser superada. Chegando lá, Jake descobre um orfanato em ruínas, mas também uma fenda do tempo que mantém a Senhorita Peregrine e seus protegidos a salvo das criaturas e dos horrores da guerra.

O livro foi eleito uma das 100 obras mais influentes da literatura juvenil e foi uma das leituras mais rápidas que eu fiz esse ano. A narrativa mistura história e fotografia, e as fotos da caixa do avô de Jake compõe a história, dando um ar bizarro e único para o livro. O autor escreveu a história com base nas fotografias, costurando a narração em meio aos daguerreótipos, como num álbum de fotos bastante peculiar. 

A história é única, inesquecível e interessante. Um dos grande pontos altos é a relação de Jacob com o avô e suas histórias. As crianças do orfanato são tão legais e bizarras quanto suas fotos. O protagonista passa por uma transformação interna gradual muito bem construída durante o livro e os mistérios e descobertas que rondam o orfanato e sua diretora garantem uma leitura madura, divertida e consistente. O livro celebra e exalta o peculiar e mostra o quanto pessoas diferentes sempre foram vistas de forma diferente e até mesmo ruim no mundo.

O livro possui três continuações e um volume de contos (A Cidade dos Etéreos, A Biblioteca de Almas, Mapa dos Dias e Contos Peculiares) 

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares merece ser lido e apreciado, pois sem dúvida nenhuma é um dos melhores e mais verdadeiros livros dos últimos tempos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.