Ads Top

Lendas e Assombrações na Jaqueira | Prefeitura do Recife promove espetáculo gratuito repleto de suspense pelo parque

📷 Divulgação / PCR





O espetáculo promovido pela Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, vai abordar as lendas e as histórias fantásticas do local

O Parque da Jaqueira será palco da primeira edição do projeto Lendas e Assombrações na Jaqueira, esquete teatral que será apresentada durante uma caminhada repleta de suspense e surpresas pelo parque no período noturno. O espetáculo, gratuito, será realizado nesta quarta-feira (19), às 20h30, com saída do Econúcleo.
Cerca de 19 pessoas estão envolvidas no projeto e todo o elenco é formado pela equipe de arte-educação da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. A ação da Prefeitura do Recife busca estimular a educação ambiental através dos mitos e lendas que habitam o imaginário do povo pernambucano, utilizando as árvores do Parque da Jaqueira como cenário, bem como as lendas e as histórias fantásticas do lugar.
O Velho do Candeeiro, fantasma de um trabalhador do Sítio da Jaqueira (nome antigo da localidade onde atualmente é o Parque), interpretado pelo poeta Felipe Junior, guiará o público durante o espetáculo com paradas em espaços estratégicos. Através da linguagem de cordel e expressões pernambucanas, o Velho do Candeeiro fará a apresentação dos personagens, das histórias e do parque. Para se inscrever é necessário o preenchimento do formulário que pode ser acessado no link: https://bit.ly/2XKlFyQ
Uma Rua inteira Mal-Assombrada: Segundo “Assombrações do Recife Velho”, do escritor Gilberto Freyre, a antiga Avenida Malaquias, que margeava o terreno atual do Parque da Jaqueira, tinha fama de mal-assombrada. Era uma rua repleta de velhas jaqueiras e mangueiras e que, ao cair da noite, parecia um resto de mata. Mais de um homem fora assassinado naquela rua no período noturno. Eram comuns também os vultos brancos embaixo de suas árvores, bichos estranhos (seriam lobisomens?) e vozes estranhas. Uma delas pediu para o transeunte “Não me deixes no escuro!” em alusão a não apagar o seu lampião enquanto transitava na rua.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.