Ads Top

Crítica | Predadores Assassinos

📷 Sergej Radović / Paramount Pictures


Filme estreia na quinta-feira, dia 26 de setembro, nos cinemas brasileiros 

Filmes de animais assassinos são tão antigos quanto a própria história do cinema, essa relação com os animais na telona pode ser engraçada e até emocionar, mas nada causa mais comoção que um animal descarregando toda sua fúria selvagem sobre humanos indefesos. A lista de espécies que aparecem transformando seres humanos em almoço é muito grande: tem seus clássicos e seus fracassos e depois de um tempo afastados um grupo específico volta a dar as caras. É o que acontece a partir da quinta-feira, 26 de setembro nos cinemas brasileiros, com a estreia de  Predadores Assassinos

Dirigido por Alexandre Aja, que já comandou outra produção envolvendo animais assassinos (Piranha), apresenta Haley (Kaya Scodelario) uma nadadora profissional que vai lutar pela sobrevivência para salvar seu pai de Alligators famintos em meio a um tornado.

A produção teve um grande desafio ao usar um tema tão batido e previsível e infelizmente fracassou na tentativa, embora seja munido de uma boa fotografia e uma cenografia espetacular. O roteiro se perde em informações contraditórias e desnecessárias. Por mais que os dois principais personagens sejam bem interpretados, o próprio script os leva a situações irreais e extremamente sem noção. Não há suspense em relação às criaturas e o excesso de aparições acabam tirando o fator surpresa em cenas que deveriam funcionar.

A trama não oferece aprofundamento aos poucos personagens que a integram, isso aliado a velocidade em que a história se desenrola, não permitindo que o espectador tenha empatia pelos mesmos. O clímax se perde num amontoado de informações e o desfecho é decepcionante para os espectadores mais exigentes. Mesmo com um visual e uma premissa tão bacana, não foi suficiente para salvar o longa-metragem.

De longe, o que mais incomoda na produção é a impressão de que não houve uma consultoria especializada com relação aos hábitos dos animais protagonistas. Nos dias de hoje é inadmissível uma produção colocar tantos erros sem justificativas. Principalmente quando se trata de animais predadores, sabe-se que o público leigo e atraído por tais produções, o que preocupa é justamente a imagem e as informações equivocadas a que eles estão sendo expostos.

Mesmo com um roteiro tão fraco, Predadores Assassinos poderá agradar aos espectadores que procuram só mais um filme de animal assassino. Não há indícios de uma sequência, mas seu desempenho nas bilheterias poderá reacender em Hollywood a chama pelos filmes do mesmo gênero. 

Assista ao trailer: 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.